sábado, 27 de maio de 2017

Da série eficiência estatal - Correios

Recentemente houve uma discussão saudável sobre a eficiência de órgãos e empresas públicas aqui no blog. Eis que me deparo com duas notícias sobre este exemplo de gestão chamada Correios para que se ponha uma pedra no assunto, ou não.

http://exame.abril.com.br/economia/correios-podem-demitir-em-nova-reestruturacao

http://exame.abril.com.br/negocios/presidente-dos-correios-diz-que-monopolio-e-insustentável


Lendo que a ineficiência da gestão pública é uma "falácia".

24 comentários:

  1. PQP Já apagaram a reportagem do segundo link!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, peço desculpas, o post estava pronto a alguns dias.

      Excluir
  2. Já ouve um post em outro blog sobre esse tema.
    E acho saudável pois dá a possibilidade de pessoas com diferentes opiniões exponham suas idéias.
    Há sim empresas públicas ineficientes, com quadro de funcionários inchados etc. Porém o universo do funcionalismo público brasileiro é gigante, envolve milhares de empresas, então há situações das mais diversas envolvidas nesse cenário.
    Tem sim gente boa trabalhando no serviço público, pessoas bem capacitadas e que em muitos casos ganham menos do que merecem e tem seu trabalho limitado pela burocracia das próprias empresas onde trabalham.
    Na iniciativa privada nem sempre há eficiência. Aliás na iniciativa privada é comum o apadrinhamento, o Q.I., politicagem, na área comercial é comum empurrar produtos e serviços ruins e muitas vezes superfaturados aos clientes.
    Em muitos casos o preço de produtos ou serviços depende da cara ou do perfil do cliente, isso acontece muito com prestadores de serviços.
    A iniciativa provada está longe de ser referência para o serviço público na maioria dos casos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Na iniciativa privada as empresas ineficientes e que não servem bem ao público fecham as portas. Quer dizer, no mercado o empresário só fica rico se servir bem aos clientes, a não ser que seja favorecido sabemos bem por quem.

      Se empurrar produtos e serviços ruins é comum no comércio, imagine no setor público, principalmente onde o estado detém o monopólio. Afinal, as notícias citam um exemplo disso (CORREIOS).

      No setor público os preços podem não ser pela cara do cliente, mas muito mais que na Iniciativa Privada existe favorecimento. Eu fico espantado com os argumentos tendenciosos!

      Foi justamente por apadrinhamento, Q.I. e politicagem que o Brasil quebrou. Isso está diretamente relacionado com o aumento do estado.

      Excluir
    2. Os funcionários públicos que ganham menos do que merecem deviam ir pra iniciativa privada ao invés de fazer greve.

      Você está certo em dizer que em muitos casos a IP não é parâmetro pra gestão pública. Cada um no seu lugar, mas no caso dos correios, compare os USA com o Brasil.

      Excluir
    3. Sou o anon 09:20. Não discordo da ineficiência da máquina pública.Embora eu não generalize.
      Entendi sua critica, apenas quis mostrar que a iniciativa privada não é muito diferente do serviço público em muitos aspectos.

      "Na iniciativa privada as empresas ineficientes e que não servem bem ao público fecham as portas"

      Bancos oferecem serviços que muitas vezes os clientes nem precisam, como se fossem excelentes opções. O comércio tenta vender garantias estendidas como um bom negócio, sendo que em mais de 90% dos casos isso é desnecessário, entre outras tantas coisas.
      Empresas diminuem a quantidade de seus produtos, mas não diminuem os preços.
      Alguma delas fecham as portas? Esses exemplos mostram que não é bem assim.
      Acho que muita coisa pode melhorar no setor público sim, mas o setor público não é o grande vilão disparadamente em relação a IP.

      Excluir
    4. O setor bancário é altamente regulado, e neste tipo de setor (regulado) é onde mais existem empresas que podem se dar ao luxo de servir mal aos clientes. Em outros termos, os "fatores críticos de sucesso" a serem observados são poucos. Antigamente quando o setor financeiro não era tão interligado, o setor era pouco regulado e existiam muitos bancos, que ao servir mal a sociedade, quebravam.

      Excluir
  3. Venho estudando balanços de empresas há muitos anos,além de possuir conhecimento moderados em contabilidade, ademais passei boa parte da minha vida dentro de prefeituras ou em contatos com familiares em cargo de destaque nas mesmas. Acredito piamente que possuo certo conhecimento sobre o tema para fazer alguma colocações.

    Lhe afirmo pare de perder tempo com esta baboseira de estado eficiente.
    Isso é uma falácia das grandes!

    Não existe estado eficiente por uma serie de fatores a qual vou elencar a seguir, todos são de cunho lógico e pouco ideológico.

    Uma empresa pública não esta inserida no ambiente de competição ou seja monopólio estatal.

    Não tem como calcular eficiência em um mercado monopolista! ou seja não tem como fazer calculo de produtividade, qualidade etc Porque existe apenas fornecedor.


    Empresas privadas brasileiras são oligopólios Estatais! Criados por burocratas do governo com crédito subsidiado via BNDES.

    Resumo o setor privado brasileiro é mais público do que privado já que foi financiado com dinheiro de impostos.

    Nunca existiu livre mercado: O que existe é economia mista.

    Leia livros de autores do gênero para entender como funciona cabeça desenvolvimentista.

    Procuro no google sobre política industrial, campeões nacionais, protecionismo e nacional desenvolvimentismo etc

    Se depois de tudo isso você acreditar em estado eficiente, leia novamente todos estes temas pelos menos uma 3 vezes.

    Não só não existe estado eficiente, como não existe nenhuma estatística provando ao contrario.

    Sobre estado de bem estar europeu: Funciona da seguinte forma!
    Primeiro você enriquece acumulando poupança, depois começa torrar esta poupança em benesses estatais.

    As empresas são mal adm e também dão prejuizo ao pagador de impostos, mas como existe dinheiro acumulado de outras gerações alguns governos vem aplicando esta diferença para completar o déficit .

    Dai nasce esta visão que existe alguns países com estado eficiente, quando na verdade estão aumentando dívida pública para níveis insustentáveis visando bancar benesses estatais insustentáveis no longo prazo.

    Países com dívida pública insustentável no longo prazo: Todos foram criado com esta visão de estado eficiente.

    Japão
    EUA
    Inglaterra
    Brasil

    Continuação









    ResponderExcluir
  4. Principio da eficiência aumentar qualidade do serviço: Sem aumentar dívida pública ou recorrer aumento de impostos

    Na ausência destes requisitos , todo resto se trata de pura enganação.


    Link a seguir para tu conferir dívida pública dos países com supostos estados eficientes.
    https://pt.tradingeconomics.com/germany/government-debt-to-gdp

    Porque as grandes corporações não querem livre mercado e propagam esta visão de estado eficiente.

    Simples ! Procure no google por reserva de mercado" satisfaça suas dúvidas."

    Em suma as empresas não querem concorrentes, concorrência = margem de lucro menores e obrigação em investir em qualidade e eficiência.

    Como faz para eliminar concorrência? Simples compre meia dúzia de políticos para criar uma reserva de mercado anulando entrada de novos concorrentes no mercado.


    Procure no google "barreira de entrada para empreendedores"!

    Como funciona? Se eu pagar uma série de burocratas para criar leis e regulações aumento intervenção do estado, provavelmente vou estar tirando oportunidade das pequenas empresas competir nesse mercado por uma questão matemática de estrutura de custos e impostos.


    Motivos:

    Abrir uma empresa tende demandar muito dinheiro pelas exigências das regulações esdrúxulas.

    Neste cenário grandes empresas levam vantagem sobre as pequenas que não podem competir com a estrutura de custos = Monopólio de mercado.

    E ai quem criou a porra da barreira de entrar e fomentou o monopólio? KKKK

    Ademais, é exatamente isso que prega ideologia desenvolvimentista, se aliar com grandes corporações fornecendo crédito barato a custo 0% objetivando criar "campeões nacionais" por meio de aquisições de concorrentes no mercado, vide JBS, Petrolixo, Valixo,Bancos etc KKkkk

    Não existe isso de privado vs público no sistema de economia mista dos últimos 100 anos.

    O que existe é reserva de mercado VS Monopólio estatal.

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Tudo q é monopolio nao presta...
    E nao tem essa de no setor privado se a empresa nao serve bem ao publico ela fecha as portas. Ora, é monopolio. O consumidor é obrigado a aceitar o produto/servico, ruim ou nao.
    Nao tem competicao. Pra que servir bem aos consumidores? Foda-se os consumidores.

    Nao da pra aplicar ainda de forma rígida que "empresa privada ruim" fecha as portas. Ora, e se a gente falar em cartel? Um monte de empresa zuada, organizada em um cartel, fecha determinado preço de produto para ser vendido ao consumidor. Comum de mais isso... E nem vou mencionar quando há dumping.

    O capitalismo prega a liberdade e se vc nao tem liberdade de escolher a empresa q oferece o melhor servico vc está sujeito ao menosprezo da unics empresa que presta o servico ou produz o produto.

    No classico riqueza das nacoes adam smith foi zombado quando criticava o monopolio e decadas depois inumeros economistas reconheceram q nesse ponto pelo menos ele estava certo.
    Milton friedman fez críticas ao sistema educacional do governo americano no livro capitalismo e liberdade por ser um quase-monopolio rígido, dispendioso e altamente centralizado no qual o programa beneficia mais professores e administradores do q alunos.
    Economistas capitalistas se opoem a todas as formas de monopolio, que, segundo eles, criam um sistema político caracterixado por altos custos, desperdício, burocracia e privilégio. Hayek entra aqui.

    A "mao invisivel" da liberdade natural só funciona com sucesso sob condições de concorrencia e justiça e isso foi aplicado historicamamente ao comercio, educacao e ate à religiao.

    Alem do tradingeconomics ja mencionado pelo Mestre tem o globalrates. *

    Abraco e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os austríacos demonstraram que os monopólios são criados pelo estado. É muito difícil encontrar um monopólio natural no mercado livre.

      Empresa privada ruim fecha as portas num sistema de livre concorrência, não que a gente viva em um.

      Grande abraço

      Excluir
    2. Questão do dumping e carteis, são mesmo complicadas. Da pra gente teorizar e dar exemplos pontuais de como resolver aqui, mas não arrisco pregar que o mercado seja eficiente sozinho.
      Tem vezes que o país deve agir, inclusive reforçando acordos de comércio através de ação militar. Mas no geral, o mercado é melhor que a regulação estatal.

      Excluir
    3. Um monopólio precisa ser validado por lei: Ai entra o estado.

      As corporações investem em lobby para comprar políticos e criar leis para favorecer sua reserva de mercado.

      Existe um órgão publico que diz zelar pela concorrência " CADE" , mas na verdade este órgão foi criado para conceder licenças de monopólio e oligopólios.

      Outra aberração para os defensores do estado é que o estado em si é um monopólio.

      Países como suíça ou antigo estados unidos aonde cada unidade da federação obteve autonomia para cobrar impostos ou aprovar leis obtiveram uma melhor qualidade nos serviços prestados, porém isto foi se perdendo com o tempo com surgimento dos blocos economicos e unificação das federações.

      Por critério de competitividade este arranjo é melhor que estados unificados ou bloco economicos estilo união soviética , Europeu , Sul la americano.


      Toda vez que você ouvir falar em bloco econômico pode ter certeza que é mercantilismo velado.

      Os monopólios são criado por decretos e leis, " Aqui onde buga cérebro dos defensores do estado interventor"

      No imaginário comum existe um confronto entre livre mercado e social democracia<< Socialismo Fabiano gradualista.

      A verdade é que nunca foi de interesse das grandes corporações & estado um arranjo de "livre mercado", toda merda começou há mais de um século desde a criação dos banco centrais.


      Governo possui
      - Monopólio da moeda
      - Monopólio das leis
      - Monopólio do ensino
      - Monopólio das regulações

      ETc

      O estado lhe concede ferramentas para criar monopólios, sendo assim nosso governo concede cartão de entrada com políticas indústrias de crédito direcionado.


      Este arranjo é o que esta em voga há mais de um século.


      Não existe monopólio natural de mercado: O que existe é reserva de mercado criado por leis estatais.

      Existe interesse no estado que o sistema financeiro seja cada vez mais concentrado:
      -Guerra ao dinheiro físico
      - Controle divisas etc

      Como que faz isso? Simples concede monopólio ao setor financeiro por de leis e regulações do banco central.

      Por exemplo em uma crise: Financeira que é criada diga-se de passagem por expansão da base monetária pelo multiplicador de moeda conhecido como "Agregado monetário", banco e instituições pequenas tendem a quebradeira.

      Neste sentido é de interesse do governo neste arranjo que o sistema bancário seja centralizado.


      Também é de interesse do governo que setores como petroleo, energia etc tenha reservas de mercado extensão criadas pelo governo.


      Em suma o único resquício de livre mercado se encontra no setor de varejo.

      Então depois de estudar todos este emaranhados de dados você chega conclusão:

      Que não existe estado eficiente: E que monopólios são inversões estatais para obter controle sobre o mercado por meio de regulações.


      As corporações e governo são uma mesma entidade: O segundo opera com uma licença de monopólio concedida pelo primeiro.















      Excluir
  6. Cara, os Correios é a pior empresa pública, logo em seguida vem a Caixa e o Banco do Brasil, só de lembrar desses 3 meu nível de stress sobre muito !!! que privatize logo !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Não existe razão de ter uma empresa pública onde podem haver empresas privadas concorrendo pelo serviço.

      Este é o tema central do post, não existe comparação entre o serviço de uma empresa pública e de uma privada. Nunca, em nenhum lugar.

      Excluir
  7. Olá CF,
    Existem várias empresas públicas que que não oferecem serviços de qualidade. Trabalho em um órgão que é servido por uma empresa pública que o serviço é péssimo. Ela faz software para atendimento ao público e as pessoas sofrem muito por ela não entregar os softwares em tempo.

    O Brasil é eficiente apenas na cobrança de impostos. Isso ele faz bem feito. Rsrs.



    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso da até medo cowboy. É bom que pelo menos os caras que tratam da segurança de dados sejam bons.

      Mas como é só bater ponto...

      Excluir
    2. Com esse ciberataque que teve nesse mês afetou várias estações de trabalho porque a empresa não atualizou o SO. A segurança de nossos dados não estão seguros.

      Excluir
  8. A ineficiência estatal é absurdo de ridículo...

    O grande responsável pelo limbo brasileiro é a cultura estadista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O brasileiro tem mesmo uma cultura fascista (tudo dentro do estado, nada fora). Parece que tudo tem que ter aval ou ser regulado, supervisionado.

      Olha o tabu que é falar coisas óbvias sobre o assunto. Mesmo os que concordam vem com um "veja bem... Sei que você tem certa razão, mas aqui é diferente...".

      Eu eim.

      Você tem razão, a causa da desgraça do Brasil é o estado inchado.

      Excluir
  9. É muita eficiência pra pouca empresa pública!!

    ResponderExcluir
  10. Olá, CF!

    Cara, os Correios conseguem ser piores do que o posto de saúde onde minha mãe trabalha o.O
    Às vezes tenho o desprazer de ir nas agências postar umas vendas e é sempre aquela atmosfera de buRROcracia. Da última vez fiquei uns 30min esperando o meu número ser apitado e reparei uma tia que DEVERIA estar atendendo estava abraçando cada um dos colegas em seus respectivos balcões. Parecia uma hiponga espalhando bons fluidos enquanto os clientes putos viam aquela lerdeza e esperavam por sua vez...

    Um abraço!

    ResponderExcluir