quarta-feira, 15 de junho de 2016

Pare de fumar e fique rico.

Estava perdendo tempo pelo Google e achei esta pesquisa sobre o quanto um fumante gasta por mês com seu vício. Um maço de cigarros no Brasil custa em média impressionantes R$ 7,00! Isto significa que hoje, com o salário mínimo em R$ 880,00 o fumante gasta 0,8% deste valor ao dia se torrar uma carteira e 1,6% ao dia se fumar duas.

Clique na projeção assustadora de gastos de um fumante (ou de um casal):


Imagine a incidência de 1% ao mês nestas "prestações".

Meus pais sempre foram fumantes e eu costumava fazer estas projeções e confrontá-los quando eramos miseráveis. Por que não gastavam estes valores em comida ao invés de largar cheques pré-datados no mercado? Porque não poupavam para comprar uma casa? Porque compravam coisas à prazo podendo comprar à vista com o valor que queimavam? Acho que muitas crianças pobres se fazem as mesmas perguntas, pois as vezes comentávamos isso entre meu círculo de amigos.

Com essa grana dá pra ir à restaurantes e andar bem vestido, fazer cursos interessantes, ir no cinema e comprar livros. Isso demonstra que pobre que tem vícios é burro, principalmente o que está sempre pagando juros.

Em relação à saúde, com estes valores se pode comer com mais qualidade, pagar academia pra família inteira, comprar bicicletas, pesos, suplementos, passeios... Na verdade mesmo que você não usasse o dinheiro em nada estaria poupando sua saúde. Além disso quem mais usa o sistema público de saúde são os que menos cuidam da própria, os pobres.

Meu conselho é: jamais fume!

Nossas decisões financeiras devem se basear em porcentagem de ganho/perda de patrimônio. Não importa se você você tem um salário de 10k por mês. Se não ganha 1% disso em rendimentos não pode gastar 1% disso em vício.

20 comentários:

  1. Olá CF,

    Não sabia que um maço de cigarro era tão caro assim.

    E tem gente que fuma mais de 1 maço por dia! É queimar dinheiro mesmo, e pior: Queimar a saúde.

    Ta aí mais um benefício da educação financeira: Quem pensa no futuro pararia de fumar considerando os malefícios a saúde física e financeira deste vício.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E quem mais é viciado nisso são os pobres. Quem sabe o valor do dinheiro, cuida da saúde!

      Excluir
  2. Parabéns pela postagem. Eu quando jovem via minha mãe reclamando que eu comia demais, que eu passava margarina demais no pão (olha que nem era manteiga) etc. Eu, por ser novo, achava que essas coisas deviam ser muito caras, pois via minha mãe fumando e bebendo. Fumava todos os dias e bebia todo final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses país não tem moral nenhuma pra criticar um filho, isto que é o pior. O cara cresce em um ambiente hipócrita.

      Excluir
  3. A grande verdade é que o pobre se vicia nas coisas, para poder escapar da vida miserável que leva. O pior que esses vícios são passados para os filhos como forma de exemplo.

    Isso explica a idiotice congênita e a burrice adquirida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade hahaha.
      É muito difícil entrar na vida de um cara que é fodido que ele devia poupar aqueles 10 reais do cigarro e da loteria se quiser sair da lama.

      Excluir
  4. Pobre tende a ser burro mesmo nesse sentido. No Brasil pobre gasta como rico. Impressionante!
    Enquanto isso, eu continuo gastando como pobre.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos dois. Ainda vou gastar que nem pobre por uns anos.

      Excluir
  5. Na verdade esse mesmo estudo pode ser feito pra diversos outros vícios que as pessoas possuem, como loterias e bebidas.

    Eu concordo com o PS, as pessoas usam isso como válvula de escape e aí acabam se atolando mais ainda nos problemas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dariam boas discussões. Se custos fixos com coisas mais necessárias como remédios ou gasolina já impactam muito na formação de riqueza assim também são os vícios. Eu chamo isso tudo de "furos no balde".

      Excluir
  6. Também concordo que o vício é a desgraça que mata o homem, ainda mais quando é um vício destrutivo. Concordo 100%, e ratifico que pessoas fumantes são imbecis por manter esse vício desgraçado. Ótimo post CF.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não condeno quem bebe algo de vez em quando ou busca prazer aqui e ali, mas ter vícios, sejam quais forem é coisa de imbecil.

      Excluir
  7. Na minha família nunca houve vícios de bebidas ou cigarros, porém até hoje meu pai torra dinheiro na loteria todo mês, se fosse calcular a grana gasta com isso acho que hoje estaríamos rico já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Loteria é uma coisa ridícula, até porque as da caixa são viciadas. Tem cara que já ganhou 300 vezes o prêmio.
      Pessoalmente acho menos arriscado juntar toda a grana e fazer um all in na roleta!

      Excluir
    2. Na verdade elas não são viciadas não, todo santo dia fazem sorteio em local diferente, aberto ao público, é possível mexer, pegar, participar do sorteio etc.

      Os que ganharam trocentas vezes seguidas, não ganham, apenas compraram bilhetes premiados. É um esquema antigo de lavagem de dinheiro, comprar bilhetes que foram genuinamente sorteados (todos os ganhadores tem que se dirigir ao banco, falar com gerente etc).

      Excluir
    3. Interessante. Vou estudar o assunto mais a fundo e fazer um tópico. De qualquer modo tem a ver com pilantras dentro da Caixa.

      Excluir
  8. E a montanha russa tá subindo!!!!! rsrsrsrs e a renda fixa? rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  9. Excelente postagem CF,
    Hoje vemos o cigarro como um inimigo, o rei de todos os cancers.
    Mas ele já foi um verdadeiro simbolo de masculinidade. Além de ter trazido importantes avanços para os burgueses e pra civilização que fez homens cruzarem os mares em busca de tabaco.
    Eu não fumo, e concordo com cada palavra do que você tem a dizer sobre investir melhor o dinheiro. Mas sinto falta das propagandas da Marlboro.

    bons ganhos e um grande abraçoo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não fumo e sinto falta dos comerciais. Sou a favor de liberdade para este tipo de coisa. Um viciado em cigarros a princípio só faz mal a si mesmo (infelizmente se estende à família).
      Grande abraço

      Excluir