domingo, 22 de outubro de 2017

Filme do mês: New Jack City

Olá amigos, este mês farei o review deste clássico do "gangsta" que na minha infância passava muito no SBT. Particularmente não gosto de cultura de bandido, mas a alta dose de violência e realismo do filme sempre me atraiu.


Não considero um filme legal de ver com a família ou por crianças pequenas filme apresenta algumas situações chocantes (como Pulp Fiction) e retrata o submundo e toda a disfunção do tráfico de drogas que alguns de nós somos afortunados de poder ignorar no dia a dia.

Assista ao Trailer e a análise tem spoilers.


A história se passa durante o governo Reagan nos anos 80, que combateu duramente o tráfico de drogas nos Estados Unidos (inundar a sociedade com drogas foi uma estratégia de desestabilização social dos soviéticos). Uma coisa que gosto são os takes que mostram como era a cidade, que na época estava a se recuperar da falência,  antiga, suja e cheia de disfunção. Hoje Nova York é uma cidade segura, moderna e bela. O dinheiro faz maravilhas.


A primeira cena mostra um policial rastafari infiltrado, interpretado por Ice-T, tentando comprar drogas de um cracudo (muito bem interpretado por Cris Rock). Já ocorrem problemas e Chris Rock leva um tiro e é preso.

Chris Rock interpreta a figura abjeta Pookie

Na cena à seguir os irmãos Nino Brown (Wesley Snipes) e Gee Money bolam um plano para inundar Nova York (ou como é conhecida - New Jack) com uma nova droga, potente e barata, o crack.


Para isso um plano simples, mas ambicioso é posto em prática e a gangue de Nino toma um enorme prédio para ser sua fortaleza, expulsando moradores e montando seu sistema de segurança, muito parecido com o que os traficantes fazem em favelas  e conjuntos habitacionais brasileiros. Nino Brown rapidamente deixa de ser um traficante de esquina para se tornar um milionário barão das drogas e fabricante de zumbis cracudos.

O tempo passa e vemos Nino destruir seus inimigos e qualquer um que se oponha a seu projeto de poder, até mesmo seu irmão. Aos olhos da sociedade, ele é apenas um filantropo perseguido pela lei.

O policial idealista social de Ice-T vê a chance de infiltrar Pookie, agora recuperado do vício, nos laboratórios de Nino e filmar tudo. No meio disso tudo Pookie fica maluco com o crack, é descoberto e morto.


A polícia consegue invadir o local, sai tiro pra todo lado  e Nino é preso e vai à julgamento. Na frente do juri conta sua história de vítima social do capitalismo, recebe uma pena ridícula e ainda zomba da lei. A cena final é minha favorita. Um evangélico enfezado com a destruição causada por Nino Brown saca uma arma e grita: "Nino, sua alma é esperada no inferno!", atira e Nino cai morto. O policial bob marley coloca seus óculos escuros, talvez resignado por aquele ser o resultado esperado em uma guerra sem fim e o filme acaba com uma mensagem de que nas ruas existem muitos "nino browns" vendendo drogas para crianças.

É um filme bem feito e bastante dramático, mas fiel às histórias que existem na vida real.

6 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Removi sem querer seu comentário hauhaush desculpa.

      Um abraço

      Excluir
  2. Esse filme é ótimo, aliás curiosamente foi o ultimo filme que assisti, a uns 3 dias.

    ResponderExcluir
  3. O pedreiro que acha que saiu da corrida dos ratos kkkkkk.

    ResponderExcluir