quinta-feira, 12 de outubro de 2017

E se as regras forem mentira

Olá amigos,

Ontem assisti novamente o filme Clube da Luta, que fala de limites morais e do absurdo da realidade, e resolvi falar um pouco a respeito de modo descontraído. 

Nós vemos o mundo de determinada maneira, de acordo com as regras que admitimos fazerem parte da realidade. Não importa muito como formamos nossa visão do mundo, o fato é que seguimos regras e através delas vivemos a vida.

Tão real como a lei da gravidade, temos "leis" que regem nossas vidas sociais e tudo mais. A moral determina muitas de nossas ações, e povos diferentes tem sua cultura baseada em morais diferentes. No ocidente nossa moral é baseada nos valores judaico-cristãos, por exemplo, enquanto as sociedades arabes, chinesa e russa, por exemplo, são baseadas em outros sistemas morais, portanto as pessoas "seguem regras" diferentes e em geral agem de modo diferente. Inclusive durante a guerra fria a CIA documentou que os russos viam as leis internacionais apenas como trivialidades a serem usadas caso fosse conveniente, o que tornava a ONU um grande ônus a quem fazia parte dela.

Alguns meses atrás o Sérgio Cabral foi preso e vieram a tona questões absurdas, como os presentes que ele dava para a esposa de milhões de reais, e o tamanho do seu patrimônio injustificado. O Lula também, através de seus hábitos peculiares como nunca ter tido um telefone ou contas em seu nome, talvez até nenhum patrimônio e mesmo assim é um dos caras mais ricos e poderosos do Brasil. Enfim, esses caras não jogam nas mesmas regras que o brasileiro comum e isso não devia mais ser visto como estranho.  

Até na hora de ser julgado, existem malabarismos juridicos e recursos políticos que arrastam a discussão por décadas, uma vez que o sistema é feito para dar o benefício da dúvida a quem tem poder. As regras existem, mas são flexíveis para cada classe de indivíduos.

Algumas questões que me ocorrem é que nós pobres mortais tomamos premissas como verdadeiras como se a vida fosse um jogo.

Assim como num jogo, quando alguém explica as regras e tomamos aquilo como verdade, quando a midia explica um fato, ou mesmo um professor ou qualquer outro, tomamos algumas regras como reais e em catarse seguimos em frente, para jogar considerando as regras.

O exemplo da arrecadação de impostos ou dos jogos de loteria federal ou jogo do bicho. Quem diabos nesse mundo sabe se os números divulgados da arrecadação são reais ou só metade do real? Ninguém.

Outra coisa que me ocorre é, quem disse que hoje com tecnologia para (supostamente)  levar o homem à lua, um governo como o Chinês, dos USA ou qualquer outro não imprima alguns milhões da moeda de outro país em algum bunker por ai e jogue no mercado? Porque eles seguiriam regras comerciais impossíveis de fiscalizar? Porque dependeriam de sistemas econômicos complexos entre milhões de pessoas com suas preferências aleatórias?

Existem questões politicas e sociais poão bizarras que quem toca no assunto é desacreditado ou morre. 

Ninguém tem resposta pra essas e muitas outras perguntas que saem do sistema que atribuímos ser real sem pisar no campo das teorias da conspiração, ainda que muitas delas se mostrem reais ao longo do tempo. 

O homem comum quer ficar rico com o dinheiro do sistema, através das regras do sistema, enquanto existem homens do lado de fora, desprendidos dos limites da moral, arquitetando tudo.

32 comentários:

  1. Olá CF,

    Excelente post.

    Vivemos numa matrix. As pessoas tem medo de questionar algo. Aceitam praticamente tudo. É imposto para nós um caminho quando nascemos. Se você tentar mudar esse caminho você é taxado por aqueles que seguem o caminho que dizem que é o certo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua ultima frase me lembrou uma da obra The Fountainhead. Um otimo caminho para ver a extensão da Matrix é o Objetivismo de Ayn Rand.

      Excluir
  2. Excelente texto. Sobre os impostos é realmente essa parte que me deixa mais frustrado em relação a eles. Temos de acreditar nos números ridículos que são divulgados oficialmente, mas ninguém tem acesso as contas do governo para verificar se de fato eles batem. É uma piada a premissa de que temos de que aceitar a palavra do governo pura e simples. Esse é um dos motivos que sou a favor de estado e impostos mínimos, essas merdas são sacos sem fundo que sugam o "contribuinte" de maneira insaciável.

    A gente segue lutando rumo a IF, mas que desanima muito ver essa cambada quebrando as regras e se dando bem, isso é inegável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o que pagamos de imposto além de ser pra forrar o bolso dos funças inúteis é usado pra supostamente pagar uma dívida gigantesca.

      Excluir
  3. Saudações.

    A moral é a coleira que freia nossos impulsos bestiais.

    O que me faz relutar a ferir alguém fatalmente em toda e qualquer desavença? A Justiça convencional? Talvez; acho difícil, porém, que o medo de ser sentenciado à algumas temporadas na cadeia se aplique a realidade brasileira, uma vez que passado o período de flagrante pode-se esperar o andamento do processo em liberdade - que indubitavelmente demorará. E se condenado, cumprida 1/3 da pena ínfima de 8-10 anos, logrará estar entre os livres antes de ao menos perceber que esteve preso.

    E quanto ao rechaço, o ostracismo social e a possibilidade de ser condenado a passar a eternidade ao lado de Lúcifer e Fidel no último dos círculos do inferno? Talvez; Creio que estas sejam consequências ainda mais limitantes do que a atuação da justiça convencional.

    Estamos passando por uma tentativa constante de flexibilização moral. Alguns até lutam para que esta seja abolida...
    Quando isto acontecer de fato, assim como num romance Oewelliano, não conseguiremos diferenciar um homem de um porco e um porco de um homem.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "antes de ao menos perceber que esteve preso".

      Até lá já comeram sua toba amiguinho, será que isso você também não iria perceber enquanto estivesse em cana?

      Excluir
    2. Não sei muito de legislação penal e nunca estive preso, mas acredito que numa cela especial para graduados, a situação deve ser consideravelmente mais amena. Isso não quer dizer que haja grandes diferenças entre um assassino ou estruprador diplomado para um outro qualquer.

      Mesmo que não possua diploma universitário, você pode manter o loló intacto se se propuser a pagar as mensalidades vitalícias de algumas organizações.

      Excluir
    3. Pelo que estudei criminosos "normais" geralmente não são vítima de estupro na cadeia, apesar de sempre existir o risco dependendo do que você fizer, como dever dinheiro e não conseguir pagar.

      A pior coisa que alguém pode fazer é recorrer à proteção paga.

      Excluir
  4. CF, excelente post! Parabéns!

    Já assistiu Zeitgeist? É um documentário que nos leva a questionar a ordem do mundo. Tem no netflix. Vale MUITO a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zeitgeist foi influente em 2007 quando saiu. Hoje em dia você encontra muito daquele conteúdo todo refutado, e apresentado em documentários melhores.

      Excluir
  5. As regras são feitas para aprisionar os tolos. Os poderosos não seguem as regras e as usam a seu favor.
    Olhe essa galera da política, roubam na cara dura e não estão nem aí. Vivem em seus castelos, comem panicats, viajam pelo mundo, são respeitados e etc. Enquanto o povão se fode nas filas do sus, no transporte precário e nos empregos de merda.
    Eu cada vez mais penso em mim. Quero meu lugar no banquete. Faço jejum de informação, quero saber só da minha vida. Malhar, trabalhar, tentar crescer no trabalho. Melhorei meu marketing pessoal, assumi uma chefia a dois anos e estou sendo cotado pra outra que vai levar meu salário pra mais de 10k.
    Quero continuar comprando meu fii's, investindo e poupando.
    Não tenho perfil pra ser fora da lei. Mas no mundo que vivemos ser honesto é muitas vezes ser idiota.
    Um amigo meu foi demitido do trabalho uns 3 anos atrás por que o chefe descobriu que ele estudava pra concurso na hora do expediente. Hoje ele é analista de sistema num tribunal, ganha bem, trabalha 6 horas por dia e ainda presta serviço por fora. Enquanto muitos lamentam a crise ele comprou um corolla 0km e foi fazer um tour pela Europa agora em maio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente as regras são só para a ralé da sociedade.

      Excluir
  6. O clube da luta é filmaço, lendo post deu aquela vontade de assistir de novo, é isso que eu vou fazer, "As coisas que você possui acaba possuindo você" eu não sei se frase está certa mais muito legal hehehe, faz pensar ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clube da Luta e Beleza Americana são dois filmes muito interessantes sobre uma outra perspectiva de ver a vida.

      Excluir
  7. Isso é em tuddo. E oq falar do indice de inflacao? Fala serio.. quem acredita nessa inflação baixissima? Isso é só pra enfiar goela abaixo uma selic de 1 dígito em velocidade monstra oq qquer teoria econômica condena. Um absurdo... em 5 anos veremos a consequência de novo.
    Oq eu faco? Me posiciono ao lado dos manipuladores.
    Sobre alguem "falar aquilo e isso ser tomado como verdade", ninguém faz isso tao bem qto os EUA sempre fizeram. Sempre fizeram e sao os mais poderosos do mundo em termos.
    Sobre o anonimo ai q tem colega analista. Quer coisa melhor? Todo mundo de mimimi pra "funca vagabundo" e o cara vai reclamar? Sai fora.. melhor ter o seu sendo funca vagabundo.. deixa o povo falar.. quero saber é do meu!!
    "Juiz ganha muito, justiça morosa e vagabundo?" Cara... quer saber? Vou é estudar e ser juiz!!
    "Esse país é dos rentistas.. bla bla bla"... cara, quer saber?! Eu quero é ser rentista!!!!
    Esqueca o tipo de revolução popular dos séculos passados.. o sistema nao importa com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quer dizer que você é um sanguessuga assumido.

      Excluir
    2. Meu amigo Investimento Mineiro, não comente algo diferente do que o Conhecimento Financeiro pensa . Ele até parece aqueles políticos que ele mais abomina, os de esquerda, que só querem impor a opinião e a realidade deles.

      Excluir
    3. Anon puxa-saco:

      Cara, de onde você tirou que eu tenho essa postura? Eu libero comentários me criticando e com opiniões opostas à minha, e de vez em quando falo o que penso.

      Não tenho a intenção de ofender o Mineiro e nem sou ninguém pra dizer que o modo dele de pensar é errado, ainda que não concorde.

      Mas sua participação aqui já está legal... Todo mundo sabe que na verdade eu sou um ditador.

      Excluir
    4. Você não é a favor de debate de ideias quando desqualifica e relativiza qualquer opinião diferente da sua - especialmente quando se acha o especialista-mor em vida, economia e sociedade assistindo apenas filmes másculos de Hollywood.

      Você parece ser uma pessoa chata e apática, espero que esteja errado, mas virtualmente é essa impressão que você passa. Você chamando alguém de sanguessuga não, não é um insulto, mas se fosse alguém comentando e te chamando aí sim você consideraria como falta de respeito e insulto.

      Parece que tem preconceito com quem quer estudar e seguir uma profissão "tradicional" ou ingressar em carreira pública. Lembre-se que imigrando para Portugal você também está se aproveitando (ou sugando) da qualidade de vida construída por portugueses por vários anos.

      Excluir
    5. Ainda que qualquer um possa expor sua opinião aqui (só bloqueio xingamentos) este não é um espaço democrático ou de debate. Você ainda pode debater com sua família e amigos, ou no seu próprio blog, mas este é meu e não preciso concordar com ninguém.

      Não tenho preconceito algum, você pode seguir a carreira que quiser e não depende do meu aval pra nada. Porque se importa comigo?, É você quem não tolera minha opinião.

      Quanto ao Mineiro, NÃO DESQUALIFIQUEI NEM RELATIVIZEI NADA. LEIA AS PALAVRAS DELE PRÓPRIO.

      Eu não estou me aproveitando de nada em Portugal. Estou aqui legalmente e trabalho para me sustentar e gerar riqueza para o país. Eu não recebo esmola de ninguém, muito pelo contrário. Além disso nunca disse que não era grato pelos feitos de meus antepassados, vindos de diversos locais e culturas.

      Desculpe amigo, mas na vida você não precisa ser simpático a todos. Meu blog não é (só) auto-ajuda.

      Excluir
    6. Porquê é justamente a forma que você apresenta suas opiniões que entregam seu jeito de ser, já vai logo menosprezando, diminuindo e rebaixando os comentários em suas respostas a eles.

      É capaz de se uma pessoa subir na vida através de estudo formal aliado a trabalho/serviço público, você fazer forte oposição, dizendo que não foi um enriquecimento.

      Desse jeito afasta os leitores. Fiquei com uma péssima impressão quando você respondeu meus comentários. A forma como trata alguém que está em seus dias de desespero.

      Mas se o CF um dia visse minha história, talvez ele teria a audácia de dizer que não se enriquece estudando/trabalhando. E sim apenas por trabalho braçal (que apesar de ser digno não pode ser realizada por pessoas fisicamente fracas).

      Entenda isso como uma crítica construtiva.

      Excluir
    7. Admiro pessoas ricas, principalmente as que chegaram lá por esforço próprio e poupança. Admito sim cargos públicos como uma excelente saída temporária, só não espere que eu seja o cara que bate palmas pra quem busca fazer carreira pública, principalmente pra MAMAR como o Mineiro confessou. SÓ ISSO.

      Eu respeito você e respeitaria na vida real, só que ao vivo eu nem lhe daria ouvidos pois você é chato e pedante.

      Não estou nem ai pra sua história triste. FODA-SE. Quer uma dica construtiva? Esqueça minha opinião e simplesmente vença.

      Abraço

      Excluir
  8. A Matrix de informações é um grande problema para as pessoas. Os grupos que controlam os grandes meios de comunicações conseguem impor suas ideias por meio de manipulações que quase não são contestadas. Ainda bem que a internet ainda é livre e é possível conseguir informações que desmentem alguns dos supostos fatos da mídia convencional.

    A sua citação da viagem à Lua é o maior exemplo de manipulação comportamental da história da humanidade.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Marcelo,
      A Internet ainda é livre em certo aspecto, mas totalmente monitorada, e como no resto, quem tem mais grana pra despejar tem uma vantagem enorme.

      Excluir
  9. CF, esse filme é foda. Vi tempos atras um relato sobre a mulher com quem ele se relaciona, não falarei o que é para não dar spoiler para quem porventura não viu...

    O que posso falar é que tem algo de estranho com a mulher que vai a todas as sessões que ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho aquela mulher uma boa atriz. O papel dela ficou muito bom.

      Excluir
  10. Nem tudo que é legal, é moral, assim como nem tudo que é ilegal é imoral.

    Ética e moral nunca andaram juntas quando o assunto é governo.

    Leia A Anatomia do Estado. É um livro pequeno, mas explica muito sobre a matrix em que vivemos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. No sistema financeiro fiduciário fantoches da mentira tendem a se tornar a maior arma do estado, além disso temos a grande máquina de propagando midiática.

    Além disso temos a questão da contas públicos não serem auditadas pelo meio ortodoxo, temos em voga nos tempo modernos a questão da contabilidade criativa que se tornou algo corriqueiro, afinal quem vai auditar o estado sem que faça parte do próprio estado? O aspecto de legal tem propósito claros de legalizar atividade de pilhagem estatal.
    EX:
    Bancos centrais são falsificadores com carimbo estatal.
    Imposto é pilhagem legaliza pelo estado.
    INSS é uma pirâmide financeira legalizada.

    Se o roubo vem por parte do estado ele é aceitável, mas quando parte do indivíduos não?

    Neste questionamento reside o maior dos males, sendo que a legalidade nada mais é que uma licença para pilhar os mais baixos na cadeia alimentar.

    Outro fator importante: As leis não são objetivas e são feitas para favorecer quase sempre o ente estatal e seus patrocinadores.


    O estado esta acima das leis!
    Sempre foi assim: O estado rouba , mata, pilha e concede direitos aos amigos do rei, estes poderes emanam dos burocratas estatais cerceados pelos estatistas.

    Não existe saída! A única coisa que podemos fazer no ato de nossa pequenez é usar as ferramentas do sistema contra ele mesmo, principal ao fazer uso de táticas de sobrevivência e ficando longe da manada.

    Existe duas figuras históricas que fizeram parte da maquina de comprimir sardinha que nos blindaram com prognósticos precisos ainda no século passado.

    George orwell e Aldous Huxley, outro filosofo antigo que destruiu as bases morais do estado foi Frédéric Bastiat.

    - A democracia permite que criatura abomináveis conquistem o poder By Aldous Huxley.

    - Não havia espaço para questionamento ou dúvida, nem espaço para conflitos, pois até desejos e ansiedades eram controlados pelo SOMA. Sempre no sentido de procurar a ordem dominante.

    . EX: A servidão tornou-se aceitável mediante doses regulares de felicidade.

    A lei pervertida! E com elas os poderes de policia do estado também pervertidos! A lei, digo,não somente distância de sua própria finalidade, mas voltara para consecução de um objetivo inteiramente oposto! A lei transformada em instrumento de qualquer tipo de ambição, os invés de ser usado como freio para reprimi-la! A lei servindo à iniquidade , em vez de, como deveria ser sua função, puni-la! Frédéric Bastiat


    Abraço













    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As referências a Admirável Mundo Novo e 1984 foram notáveis, Mestre.

      Toda a blogosfera de finanças tem a obrigação moral de ter lido esses dois livros e traçar os paralelos com o mundo hoje em dia.

      Excluir