domingo, 13 de agosto de 2017

A importância dos pais

Olá amigos,

Hoje é dia dos pais, uma data importante na nossa cultura pelo menos a até alguns anos atrás.

Fazem anos que o comércio capitalizou a data, pregando ser obrigatório comprar um presente como um relógio, caneta ou sei lá, pois nunca presenteei meu pai.

Pra mim o hábito de dar presentes se propagou com o desmantelamento da instituição familiar. Os filhos estão longe, não tem saco pra fazer uma confraternização decente (muitos nem veem motivos pra isso) e optam por pagar um tributo a seu pai pra resolver a situação logo.

Esse negócio de dar presentes vem desde a escola. Ao invés de haver uma palestra sobre as qualidades e importância do pai, a professora manda pintar um papel pra ter algo para dar de presente. Todo mundo tem que dar alguma coisa pra demonstrar seu amor nesse mundo apodrecido.

Geralmente quem é homenageado mesmo são os avós, por serem velhos seus filhos terem capacidade de pagar um presente melhor.

Uma coisa que eu sempre digo aqui no blog (estou devendo um importante post a respeito) que nenhuma família é perfeita, mas o ideal da família jamais deve ser abandonado. Eu mesmo não falo com meu pai desde os 17 anos pois ele é um canalha, mas isso não significa que eu não deva reconhecer as qualidades dos meus amigos e familiares que são pais. O ser humano precisa e algumas vezes merece isso.


A importância dos pais


Sempre tive um pouco de ciumes dos meus amigos com pais sábios (eles sem dúvidas chegaram mais longe na vida) e hoje tenho amigos que são pais e parecem saber ensinar seus filhos através de um método bem melhor que o do meu. Minha esposa também não tem mais pai (faleceu), nem temos avôs vivos então aqui em casa não temos mais esta referência.

Pai ensinando o filho a construir casas.
(faltou chapiscar pro emboço não cair) 

Eu leio bastante e estudo sobre o assunto (gosto do Içami Chiba), observo minhas atitudes em diversas situações e espero um dia ser um pai admirável e de valor.

Espero que você leitor se torne um excelente pai.

Edit:

Assista a mais este material de apoio:



17 comentários:

  1. Na minha opinião o papel do pai perdeu representatividade dos anos 60 pra cá. E não digo isso generalizando, sei que não é regra, felizmente não é, mas observando as mudanças sociais vejo que o pai de forma geral não tem mais o mesmo peso em parte considerável das famílias.

    Isso acontece por vários motivos, mas vejo dois principais:
    Perda de autoridade dos pais, e como a figura paterna era a figura da autoridade, foram os papeis que tiveram a maior diminuição de autoridade e liderança dentro de suas casas.
    Desmembramento das famílias: Hoje é comum vermos mães solteiras, ou divorciadas que criam sozinhas os filhos ou terceirizam deixando essa responsabilidade para avós ou creches e escolas.

    Homens tem culpa nisso por virem aceitando comoda e passivamente essa situação, está cheio de pais que não fazem o menor esforço para exercer esse papel. O caso das mães solteiras é um grande exemplo, na maioria das vezes os pais pagam pensão e acham que está de excelente tamanho.

    Com isso á cada vez mais comum vermos citações de mulheres, especialmente as feministas de que homem é algo sem importância, que não faz falta já que em teoria a mulher pode se virar 100% só. Sei que o tema é complexo.
    Mas os homens ao invés de querer comer um monte de mulher por sí sem responsabilidade alguma (coisa que de fato poucos conseguem) deveriam estar preparados para assumirem as responsabilidades disso.

    Feliz dia dos pais aos pais presentes, que fazem diferença e aos que realmente desejam um dia serem pais.
    Aos ausentes espero que fique uma reflexão para que possam melhorar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você está certo.
      Quanto menos estruturada a família, maior a dependência do estado, ou probabilidade disso. E de ser pobre pois a família é um pilar pra riqueza. Vou falar disso dando exemplos num próximo post.

      Excluir
  2. Pontual como sempre CF.

    Já havia visto esse vídeo da Lauren, pelo que vejo a gente consome praticamente o mesmo conteúdo. Fico feliz de você ter colocado ele aqui, pois ela expõe a questão de forma muito lúcida.

    É perceptível a diferença de tratamento que a mídia entre dia dos pais e das mães. Os pais precisam ser mais valorizados nessa nossa sociedade doente.

    Forte abraço e bom domingo!

    - Mark

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mark,
      Os pais de família são mesmo tratados como lixo. Bom mesmo pra o sistema é o estereótipo de vagabundo. Esses eles gostam.
      Essa mulher é uma grande jornalista.

      Grande abraço

      Excluir
  3. Ninguém é obrigado a ter filhos.

    ResponderExcluir
  4. Quando falei que quem sabe iria me tornar pai depois dos 40, me chamaram de louco.

    Falaram pra mim que o cara tem que ser pai até os 24,25 anos. Depois disso segundo o pessoal o cara se torna um pai velho e "acabado" tipo, cansado pra cuidar de filho.

    Um pessoal da empresa onde trabalho falou isso. Eles citaram até exemplos de jogadores de futebol famosos que tiveram filhos com 20 e poucos anos e tal...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As pessoas adoram uma fórmula pra dizer o que é saudável. Já vi bons pais com mais de 60 anos e péssimos pais com menos de 25.

      Não leve a sério a opinião de quem cita jogadores de futebol como exemplo a ser seguido.

      Excluir
    2. Houve uma pesquisa num passado recente que qualificava biologicamente o homem com pelo menos 32 para ter filho e que a idade ideal para a mulher é 18 anos. A meu ver faz bastante sentido, biologicamente falando.

      Excluir
  5. Hj tb é dia das pães kkkkkkkkk
    Foda... O pessoal chama um problema social (filhos sem pais) por um nome bonitinho eufemístico (pãe = pai + mãe).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião não se substitui a figura do pai assim. Não conhecia o termo.

      Excluir
  6. Você vê que os dias dos pais perderam o sentido, quando há mais reclamações e escrachos virtuais de mulheres menosprezando o dia dos pais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que não faço parte desses lixos de redes sociais.

      Excluir
  7. O vídeo é perfeito.

    Se eu fosse filho de chimpanzé não faria nenhuma diferença, já que meu pai é tão irracional quanto um (outro dia falou que barco não afunda por causa de hélices, vive confundindo nota de R$ 100 com de R$ 2).

    Mas ter um pai jumento é melhor do que não ter nenhum. Já que ter um exemplo, mesmo que negativo é melhor do que nenhum. Terceirizar essa experiência para terceiros, sempre feminina, pois não há cuidadores e só contratam mulheres para a função é o caminho para o desastre. Criando filhos fracos e dependentes sempre de algo maior, muitas vezes suprindo essa necessidade paterna no próprio estado. Por isso há tanta ânsia pela destruição da família, pois só com famílias desestruturadas que eles podem controlar os indivíduos.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é PS. Nenhuma família é perfeita, mas o ideal é importante pra sociedade e principalmente pro indivíduo.

      Grande abraço amigo.

      Excluir
    2. De fato há essa transformação social, na qual percebemos o esforço das mulheres em diminuir os homens, como se fosse um vingança travestida de empoderamento..
      Quero só ver nas próximas décadas o resultado disso...
      Sei o quanto é importante a figura paterna, por isso penso em não ter filhos, pois não me sinto apto. Ser pai é uma baita responsabilidade e eu mal dou conta dos meus problemas, rs...
      Abraços!

      Excluir
    3. Lord, já estamos vendo a décadas o resultado da destruição da instituição familiar. Esse monte de crime, morte, corrupção, putaria, abuso de drogas, vadiagem, guerra e tudo mais é reflexo do fim dos valores familiares.

      Excluir