quinta-feira, 19 de maio de 2016

Robôs vão roubar nossos empregos e nos matar.

A milhares de anos os seres humanos constroem máquinas com os mais variados fins. Agricultura, guerra, indústria, usos domésticos, e outros campos que foram facilitados ou só se desenvolveram por causa delas.





Os esquerdistas possuem duas correntes que se opõe: enquanto apostam que a tecnologia vai acabar com a miséria (esta desconsidera o cálculo econômico e está fadada a fracassar), tentam detê-la pois ela acaba com privilégios adquiridos de trabalhadores (esta atrasa a humanidade e privilegia grupos artificialmente).

Claro que as máquinas não vão produzir sem parar e seus produtos serem distribuídos de graça pras pessoas, isso acabaria com a economia, mas certamente os pobres vão sofrer muito, assim como sofreram em outras épocas.

Este é um processo natural e inevitável, e só o que se pode fazer é tentar atrasá-lo através de burocracia esquerdista com leis trabalhistas.


Esta máquina de pão produz mais que milhares de pessoas.


Atualmente elas alcançaram níveis de tecnologia incríveis e que a algumas décadas não passavam de teorias doidas. Microchips, membros artificiais, realidade virtual e sistemas ultra-velozes que colocam a complexidade dos seres naturais em cheque. Veja este robô advogado que foi contratado por uma empresa, ele é capaz de fazer pesquisas enormes em pouco tempo e propor soluções criativas durante o processo de aplicação da lei. Clique aqui.

Tempos pavorosos pra quem se forma em advocacia. Além da concorrência brutal, agora máquinas serão capazes de ficar 24 horas na porta da cadeia esperando por clientes, ou mesmo embaralhando papelada no escritório enquanto o patrão pode ficar o dia todo na praia. Quem vai contratar um chimpanzé treinado podendo contratar ou até comprar um homem de lata super inteligente que só precisa carregar com luz solar? Não se preocupem, advogados, este robô faria minha profissão melhor do que eu também.

Outra coisa é que antes as máquinas conseguiam fazer o que fazíamos melhor. Hoje elas fazem até mesmo o que nós não conseguimos, como andar em marte ou no fundo do mar. Olhem alguns exemplos no vídeo abaixo do que há de mais sensacional.




Logo poderemos até mesmo amar um robô humanoide, ou seja, o ser humano vai perder o espaço solitário no topo do castelo.


Blade Runner



Quem tem mais chance no mercado é quem ainda conseguir conversar com elas, ou seja, conhecer linguagens de programação avançadas, e mesmo estes logo serão substituídos e descartados. Neste campo sou analfabeto portanto sem chances.


Os robôs estão sendo cada vez mais absorvidos pela indústria.


De qualquer modo nosso maior inimigo não são as máquinas em si, mas a inteligência artificial. No momento em que ela tomar consciência e nos ver como nocivos, vai nos escravizar ou eliminar, do mesmo modo como nós fizemos com os outros animais.


Essa caveira me dava medo aos 5 anos e ainda assusta.


No longo prazo a tecnologia sempre se propagou e beneficiou as camadas pobres em razão do capitalismo (um pobre de hoje vive melhor que um rei de 100 anos atrás). Porém no curto prazo eles sempre serão engolidos, pois produzem menos que as máquinas e tem habilidades ultrapassadas, e o que me deprime é que eu sou só um macaco que cria muito pouco valor comparado a o que uma máquina inteligente pode fazer.

Imagine o exemplo de mediocridade cativo do blog, o "Lineu" da Grande Família. O mesmo só mantém seu emprego porque existem leis que protegem ele de ser demitido e substituído por um jovem saudável, mais esperto e que cobre menos.

Além disso, de que valerão nossos reais inflacionados daqui a 30 anos? Viver de renda pode se tornar uma ilusão em um piscar de olhos. Possuir apenas bens de capital está deixando de garantir estabilidade. Quem não cria valor, dominando (e modernizando) também os de bens de produção, está fadado a perder seu status "aristocrático" obtido através da posse de dinheiro.

Até mesmo casas de aluguel, que são um ativo real, estão ameaçados. Hoje uma casa popular feia pode ser fabricada em apenas um dia com materiais baratos e duráveis por pedreiros chineses. Imagine centenas de robôs pilotando através de Wi-fi maquinário pesado e construindo um prédio feio enorme do filme do Juiz Dredd em menos de um mês!


Bem vindo a seu cubículo em Mega-City.


Estas questões nos atormentarão pelo resto da existência da humanidade, afinal, ser substituído é ainda pior do que ser combatido e morrer lutando. É morrer como um mendigo, implorando por benevolência, coisa que as máquinas não terão e isso nos levará a adotar posturas sindicalistas em busca de sobrevivência uma vez que o indivíduo é sempre suprimido pela força do coletivo.

Eu espero estar morto antes de passar por um HOLOCAUSTO SOCIALISTA. E você? Como vê a questão? De modo positivo ou ela também lhe causa pesadelos?

15 comentários:

  1. Ola CF,

    Este e um tema muito abrangente.

    Traz sim avancos e modernizacao o uso de robos, mais produtividade, menor custo, mas a consequencia e o desemprego.

    Sobre o robo advogado, nunca tinha ouvido falar e nem sabia que existia isto.

    Tambem espero que estas grandes mudancas ocorram em outra geracao, nao na minha rs

    Abraco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só podemos torcer e tentar nos adaptar.
      Abraço VDC

      Excluir
  2. Penso que os ricos continuarão com suas vidas boas, pois só substituirão os macacos treinados por máquinas.
    Já os pobres, voltarão a viver no campo trabalhando, pois o cidadão comum não conseguirá ter um valor melhor e maior que uma máquina. Voltaremos a ter culturas de subsistência.

    A humanidade diminuirá por sí só. Por falta de alimentos e boas condições de vida.

    Só sobrarão os super ricos com seus robôs e o super pobres nos campos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho que a humanidade vai diminuir ou estagnar o crescimento. Aliás espero, senão vão comer e apodrecer o planeta inteiro.

      Excluir
    2. as maquinas também substituirão os trebalhadores do campo, como no filme Insterestelar

      Excluir
  3. Excelente texto, eu tava pensando nisto e a melhor coisa é ver o que se pode tirar proveito, pois se olhar somente os fatos ruins ficamos loucos.

    Jota

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho o costume de olhar todos os pontos negativos de algo novo antes de aceitar a ideia aos poucos. Sou conservador.

      Excluir
  4. Realmente, seremos substituídos por máquinas inteligentes, nossos hábitos já estão sendo mudados por elas: até quando fazemos uma inocente pesquisa no google é uma máquina que está sugerindo e empurrando goela abaixo as informações que ELA escolheu mais apropriada pra gente.Triste, porém, verdade. Onde trampo estão automatizando quase tudo com algoritmos inteligentes que se auto regulam e evoluem, isso é muito sinistro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As máquinas terão a capacidade de armazenar todo o conhecimento do mundo e se servir dele em segundos, enquanto nós temos que aprender tudo devagar, errado e só através de estímulos.
      Somos obsoletos.

      Excluir
    2. Exato gerson, fora o google temos as assistentes pessoais como a siri, cortana, etc. Isso de se tornar obsoleto eh foda, demoramos muito pra aprender e dominar certo conhecimento, e ainda assim como mossos musculos se nao praticarmos eles atrofiam, assim eh nosso conhecimento e memorias biologicas,nossos corpos nao estao na logica do capitalismo.

      Excluir
    3. Conhecimento financeiro essas ideias que voce colocou no texto meio que me paralisam para novos aprendizados ao ver o que esta para chegar, nesse caso seria mais util eu me ausentar dessas novas informacoes?

      Excluir
    4. Não se sabe quando nem como essas previsões vão se realizar, se é que vão. Você não pode nunca parar de aprender e gerar valor pro mercado. Criar coisas novas e fazer coisas que outras pessoas e máquinas não fazem com tanta facilidade, ou vai ser substituído.

      Excluir
    5. Pensar em algo diferente e bom, que ninguém pensou, mas não basta só ser diferente se não serve para o mercado.

      A ideia pode ser sensacional, mas sua plicação...

      Excluir
    6. Tem que ter mercado, mas se você tiver segurança pra não se machucar muito ao tentar, tem que tentar. É assim que se fica rico.

      Excluir